Polícia Civil prende investigado por invadir residências e estuprar adolescentes

114

Nesta terça-feira (03/5), a Polícia Civil de Goiás, através da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Goiânia, realizou o cumprimento de mandado de prisão preventiva contra Tiago Lopes, 26 anos, pelo crime de estupro qualificado e roubo majorado pela restrição da liberdade da vítima, cometidos em face de uma adolescente de 15 anos de idade, na cidade de Goiânia.

Em síntese, um homem desconhecido adentrou em uma casa localizada na Região Noroeste da capital, por volta de 10h, após verificar que uma das janelas da residência estava entreaberta. No local, o indivíduo surpreendeu a menor, que estava sozinha. Utilizando uma faca, cadarços e blusas, imobilizou a vítima, colocou a faca em seu pescoço, inseriu uma meia em sua boca e, ato contínuo, praticou conjunção carnal com a vítima, provocando diversas lesões em seu corpo.

No decorrer do ato criminoso, a menor foi desamarrada para a satisfação de outras lascívias do autor e, em determinado momento, conseguiu desvencilhar-se, correndo até a vizinhança próxima, momento em que o homem empreendeu fuga do local, subtraindo, inclusive, pertences da residência.

Após o trabalho investigativo realizado pela DPCA, o qual contou com intensas diligências em toda a capital, foi possível delimitar, filtrar e, por fim, identificar o referido homem, o qual inclusive já havia feito outra vítima na cidade, adotando o mesmo modus operandi, isto é, aproveitando de eventuais momentos de vulnerabilidade de mulheres em seus lares, sem a presença de terceiros, para adentrar e praticar seus atos de violência física, sexual e patrimonial.

Após a identificação preliminar da autoria, a investigação contou com diversos meios para sua fidedigna confirmação, inclusive adotando coleta e comparação de materiais biológicos, na forma da lei 12.654/2012, tendo o exame de DNA confirmado a coincidência, acentuando ser ele o autor das práticas criminosas. Após as diligências de praxe, o preso permanece recolhido na Penitenciária Coronel Odenir Guimarães – POG, estando à disposição dos demais órgãos de persecução penal.

A divulgação da imagem e identificação do preso foi precedida nos termos da Lei nº 13.868/2019 e Portaria nº 547/2021-PC, especialmente com o intuito de propiciar a identificação de novas vítimas no Estado de Goiás, diante da natureza das infrações cometidas.