Polícia Civil prende suspeitos de operar laboratório de placas veiculares falsas

189

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA), estourou na tarde de ontem (17), um laboratório de placas falsas, recuperou uma motocicleta furtada e prendeu duas pessoas em flagrante delito, em Goiânia.

Ao realizarem uma série de diligências investigativas acerca das subtrações de motocicletas, ocorridas na grande Goiânia, os policiais civis obtiveram a informação de que algumas motos de procedência ilícita e com os sinais identificadores adulterados eram vendidas num estabelecimento comercial situado no Setor Cidade Jardim, na capital.

Os investigadores foram ao local e lá encontraram duas motos com os sinais identificadores suprimidos e ostentando placas falsas. Ao entrevistarem o dono do lugar, este disse ter adquirido os veículos, mas já os revendido. Além disso, confessou encomendar placas falsas para uma terceira pessoa, acrescentando que as placas ostentadas pelas motocicletas aprendidas foram fabricadas por um cidadão residente no bairro Recanto do Bosque, em Goiânia.

Os policiais civis então, deslocaram-se até uma casa situada no setor Recanto do Bosque, nesta capital, e lá encontraram um indivíduo falsificando placas de motocicletas e um vasto material utilizado na fabricação das placas. O cidadão, ao ser entrevistado, confessou ter fabricado as placas para o comerciante.

Diante dos fatos, os indivíduos foram conduzidos para a DERFRVA, as motocicletas apreendidas e periciadas, constatando-se que uma delas era objeto de furto ocorrido no mês de maio deste ano, em Aparecida de Goiânia, e as placas ostentadas por ambas as motos eram falsas. Assim, os conduzidos foram presos em flagrante delito pelos crimes de receptação qualificada e adulteração de sinal identificador de veículo automotor, respectivamente.