Polícia Civil recebe armamento de grosso calibre apreendido em operação; armas foram cedidas por ordem do Judiciário

394

A Polícia Civil de Goiás teve deferido pedido para utilização de armas apreendidas. Ao todo, a PCGO recebeu cinco fuzis de calibres 223 e 762 e uma pistola semiautomática de calibre 9mm a serem usadas na repressão à criminalidade organizada. As armas foram cedidas pela juíza de direito Placidina Pires, da Vara dos Feitos Relativos a Delitos Praticados por Organização Criminosa e de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores após petição da Polícia Judiciária goiana.

A magistrada considerou que as organizações criminosas fazem uso constante de armamentos similares ou até mais potentes que os das forças policiais, sendo certo que a utilização pela Polícia Civil do armamento apreendido nos autos do processo penal busca equilibrar essa balança.

As armas de fogo foram apreendidas, em dezembro de 2018, em operação integrada entre a Polícia Civil e Polícia Militar do Estado de Goiás. A ação culminou na desarticulação completa de uma organização criminosa que praticou pelo menos três roubos a carros fortes na região de Cristalina, além do roubo as instituições financeiras da cidade de Campo Alegre de Goiás e Ipameri, na modalidade conhecida como “novo cangaço”.

Durante a operação policial, cinco indivíduos vieram a óbito, após intensa troca de tiros com a polícia. Outros seis autores foram presos em flagrante. O armamento de grosso calibre, grande quantidade de dinheiro em espécie, artefatos explosivos e veículos produtos de crime foram apreendidos.