Preso segurança de farmácia suspeito de matar pedinte em Goiânia

260

A Polícia Civil prendeu, nessa quarta-feira (16), o segurança de uma farmácia suspeito de matar um pedinte na Praça da Bíblia, em Goiânia. A vítima foi morta após uma discussão por pedir esmolas no local e o autor fugiu do local em seguida. A delegada Magda D’Ávila, responsável pelo caso, apresentou o suspeito, Selmar Pereira da Silva, de 46 anos, e contestou a justificativa apresentada pelo investigado.

Encontrado na casa da patroa de sua esposa, o vigia disse que o golpe que matou Danilo Gomes Sousa Amaral, de 19 anos, foi involuntário. Câmeras de segurança do estabelecimento, no entanto, revelam que o rapaz, que morava na rua há dois anos, não apresentou qualquer tipo de reação às agressões sofridas. “Além disso, temos o depoimento de uma testemunha, que contou que, em momento algum, o jovem forçou a entrada no estabelecimento”, pontuou a delegada.

O crime aconteceu na noite do dia 15. O jovem foi agredido com um golpe de faca no peito após chegar à farmácia e ser repreendido pelo vigia. A discussão prosseguiu por alguns minutos, até que Selmar agrediu o rapaz com socos e, na sequência, com a faca, a qual trazia na cintura. Em entrevista concedida à imprensa, Selmar disse estar arrependido. “Quando mandei ele sair da porta ele me ameaçou, daí eu de fato perdi a cabeça, me virei, e dei um soco nele. Depois eu pretendia jogar ele do outro lado da grade e acabar com a confusão. Eu tirei a faca para assustar, mas ele me puxou”, contou.

A delegada disse que logo após o crime, Selmar pediu para dormir na casa de uma idosa que é patroa da esposa dele. “Tudo indica que ele pretendia ficar escondido lá até passar o prazo do flagrante, mas felizmente nossos agentes o encontraram antes”, concluiu. O autor, que até então não tinha passagem pela polícia, foi autuado por homicídio duplamente qualificado, crime que tem pena prevista de 12, a até 30 anos de reclusão.