Presos pai e filho suspeitos de matar jovem em restaurante de Goiânia

362

Pai e filho foram apresentados pela Polícia Civil nesta quinta-feira (18) suspeitos de assassinar o jovem Deleony Alves da Sousa dentro de um restaurante no setor Solar Ville, em Goiânia. O crime ocorreu no dia 15 de junho, teria sido motivado por ciúmes da mulher do suspeito mais novo, que viu uma mensagem no celular dela. Neiriberto Borges da Serra e Neiriberto Borges da Serra Júnior preferiram não responder às perguntas da imprensa, durante apresentação do caso, na manhã desta quinta-feira (18), na Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH).

De acordo com a delegada Marcella Orçai, que coordenou a investigação, no dia do crime, Neriberto Borges da Serra Júnior, de 25 anos, estava em casa com o celular da esposa, quando ela recebeu uma mensagem de um primo a chamando para ir jantar em um restaurante com tios e amigos. “Ele supôs que o primo iria apresentar esses amigos à ela, então respondeu, se passando pela esposa, dizendo que estava a caminho”, disse.  O jovem, então, passou na casa do pai, onde buscou a arma utilizada. De lá, eles saíram para o restaurante com o pai dirigindo e o filho no banco do carona, conforme relatado por testemunhas.

Ao chegar ao restaurante, Júnior disparou 15 vezes contra Deleony, que estava na mesma mesa que o primo da mulher do autor. De acordo com testemunhas, o jovem que havia atirado na vítima tentou recarregar a arma, mas não conseguiu. A princípio havia a suspeita de que a vítima tinha sido morta por engano. No entanto, segundo a delegada, o autor tinha a intenção de matar o primo da esposa dele e os amigos que estavam na mesa e Deleony estava entre eles. “Ele não sabia quem ele ia matar no sentido de que ele não conhecia as pessoas. Ele queria matar o primo da esposa e os amigos. Deleony morreu porque ele estava sentado nesse grupo”, detalhou.

Pai e filho foram para Gurupi (TO) e estavam escondidos lá desde a época do crime. Eles foram presos na casa em que estavam morando na terça-feira (16). O jovem já tem uma passagem por tentativa de homicídio e outra por tráfico de drogas. O pai também tem passagem por tentativa de homicídio.