Presos pela Deic suspeitos de extorsão a mulheres

506

Os policiais civis do Grupo de Repressão a Roubos (Garra), núcleo pertencente à Deic, prenderam em flagrante Wanderson Barbosa da Silva e Raphael Phillip Araújo Miranda. Eles foram presos na última sexta-feira (15) pelo crime de extorsão.

Entre janeiro e fevereiro deste ano, a dupla roubou duas casas de massagens da capital, rendendo mulheres que estavam no local e, sob ameaça, exigiram que lhes fossem entregues seus aparelhos celulares, dinheiro e alguns objetos de valor do estabelecimento. Não satisfeitos, os dois determinaram ainda que todas as mulheres ficassem nuas, passando a filmar cada uma delas, obrigando-as a dizerem o nome, além de terem que afirmar serem garotas de programa.

Feitos esses vídeos, Wanderson e Raphael exigiram que fosse depositada semanalmente a quantia de R$ 350,00 para que as imagens não fossem divulgadas. Se condenados, podem pegar até 10 anos de reclusão.