“SIM swap”: homem é preso após aplicar golpe cibernético

616

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC), em conjunto com a Divisão de Crimes Cibernéticos (DCCIBER) de São Paulo, prendeu em flagrante, na manhã de quinta-feira (2), um homem por golpe conhecido como “sim swap”.

O indivíduo, de 23 anos de idade, foi preso em São Paulo pelos crimes de associação criminosa, invasão de sistema informático, estelionato por fraude eletrônica e interrupção de serviço telefônico.

O “sim swap” consiste no sequestro, por parte do criminoso, da linha telefônica dos usuários (de operadoras de telefonia diversas). Ele, então, aciona esta linha em outro chip, redefine senhas de acesso ao e-mail e demais aplicativos da vítima. 

Neste caso, os criminosos redefiniam suas senhas e praticavam furtos de valores em contas bancárias e envios de mensagens pelo WhatsApp das vítimas se passando por elas. Além desses golpes, os criminosos, após o domínio do perfil de rede social da vítima, fraudulentamente anunciavam a venda de aparelhos celulares, enganando outras vítimas que

 acreditavam estar adquirindo tais aparelhos.

Após investigações e com apoio da polícia em SP, a PC-GO localizou o suspeito e o prendeu em flagrante delito. Foram apreendidos com ele, ainda, oito aparelhos celulares, documentos em nome de terceiros e cartões bancários. 

As duas Delegacias envolvidas no trabalho policial já registraram muitas ocorrências sobre o citado golpe. Os casos já registrados pelas Polícias Civis do Estado de Goiás e São Paulo envolvem a perda de linha telefônica de pelo menos três grandes operadoras de telefonia, e demonstram grande vulnerabilidade nos sistemas das mesmas.