Suspeito de envolvimento em morte de advogado é preso em Aruanã

737

A Polícia Civil prendeu, no dia 26 de fevereiro, mais um suspeito de envolvimento no assassinato de um advogado de 31 anos, ocorrido no dia 6 de fevereiro, em Aruanã. De acordo com as investigações, o homem preso, também advogado, seria o provável mandante do crime. O investigado seria um dos rivais da vitima, que trabalhava na área criminal e já tinha passado por uma tentativa de assassinato, em 2018.

Desde o dia em que ocorreu o crime, a Delegacia de Investigação de Homicídios (DIH) integrou uma força tarefa para investigar o mandante do crime. Além disso, durante as últimas semanas foram produzidas provas periciais e elementos informativos robustos, testemunhas e de inteligência policial, que levaram à prisão preventiva do suspeito de ter encomendado o crime.

O suspeito, que nega envolvimento com o crime, estava se escondendo da ação policial em uma chácara na região periférica de Aruanã, onde foi localizado e preso. Os executores do crime, um maior e um menor de idade, foram anteriormente presos em flagrante em uma ação conjunta da Polícia Civil do Estado de Goiás e da Polícia Militar do Estado de Goiás.

No dia do crime, a vitima estava trabalhando em seu escritório, quando dois homens em uma moto se aproximaram do local e efetuaram quatro disparos de revólver calibre 38 contra a vitima, que morreu no local. Um cliente também foi atingido, mas sem gravidade.