Vidraceiro é preso por matar homem com golpes de capacete por ciúmes da esposa

175

Um vidraceiro de 37 anos foi preso suspeito de matar um homem com vários golpes de capacete, em Goiânia. De acordo com as investigações, Eder Vasconcelos Lima cometeu o crime por ciúmes da esposa, alegando que a vítima, Marcos Antônio Alves, de 54 anos, teria a assediado. Imagens feitas por celular de populares, anexadas ao inquérito, mostram o homem deitado no chão após ser agredido.

Durante a apresentação à imprensa na manhã desta quarta-feira (4), na Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), o suspeito preferiu ficar em silêncio. Eder também não quis falar durante seu depoimento à polícia para dar sua versão sobre o crime. Segundo o delegado Murillo Leal, responsável pelo caso, a vítima teria assediado a esposa do suspeito, momentos antes da agressão.

O crime aconteceu no dia 22 de outubro, no Residencial Garavelo B, na capital. O vidraceiro estava em um carro, perseguiu e cercou a vítima, que estava de moto. “Ele pegou o capacete da vítima e começou as agressões, xingando ela de vagabundo, falando que ele tinha mexido com a mulher dele. Tudo isso à luz do dia, na frente de muitas pessoas”, disse o delegado.

No dia 2 de dezembro, Eder se apresentou à polícia com um advogado, mas como havia o mandado de prisão contra ele, foi cumprido naquele momento. Agora, ele está preso temporariamente por cinco dias e responde por homicídio qualificado, pois o crime foi por motivo fútil e de maneira cruel. O inquérito foi concluído e a polícia pediu a prisão preventiva, para que ele continue detido até o julgamento.