Homem que vendia linha chilena nas redes sociais é preso pela Decon

497
Os policiais civis da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon) prenderam em flagrante delito, nesta quarta-feira (29), um homem que comercializava “linha chilena” para pipas. O material tem poder cortante quatro vezes maior que o do cerol.
Os investigadores deram cumprimento ao mandado de busca e apreensão domiciliar em um imóvel situado no Residencial Veredas dos Buritis, em Goiânia. Gustavo Miranda Dourado acabou sendo preso.
O investigado comercializava o produto ilegalmente por meio de redes sociais, como Instagram e Facebook, e poderá responder pela prática do crime previsto no art. 56 da Lei 9.605/98 (comércio de produtos perigoso ou nocivo à saúde humana ou ao meio ambiente), o qual prevê pena máxima de 4 anos de reclusão e multa.
Na ocasião da ação policial, foram apreendidos aproximadamente 15.000 metros de “linha chilena”. Após a autuação, Gustavo pagou fiança para responder ao processo em liberdade.