Operação cumpre prisão preventiva e buscas contra investigado por fraude a seguro em Itumbiara

144

A Polícia Civil, por intermédio da equipe de agentes da 2ª Delegacia Distrital de Polícia (DDP) de Itumbiara, com auxílio da 6ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Itumbiara, deflagrou, na manhã desta quarta-feira (09), operação policial visando o cumprimento de mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva no bairro Furnas, em Itumbiara. As ordens judiciais expedidas pela comarca de Bom Jesus de Goiás são decorrentes de investigação que corre na 2ª DDP em inquérito policial iniciado, à priori, para apurar a subtração de um implemento agrícola avaliado em quase R$ 1 milhão, mas que revelou se tratar de uma fraude contra a empresa de seguros que cobria a máquina.

Segundo apurado, o investigado alvo da diligência, após perder o controle financeiro da sociedade, inventou um trabalho que jamais existiu para justificar o depósito do equipamento em uma propriedade, na zona rural do Município de Bom Jesus de Goiás. A máquina foi deixada em local de livre e fácil acesso, sem nenhuma vigilância e com seus sistemas de navegação e geolocalização eletrônicos deliberadamente desligados, juntamente com as chaves, de onde desapareceu, sem deixar vestígios, sobre sequer o dia do ocorrido.

Durante o cumprimento das ordens judiciais no endereço residencial do investigado, foram encontrados ainda, além de documentos, duas armas de fogo e munições, razão pela qual, ao lado da ordem de prisão preventiva, o investigado recebeu voz de prisão em flagrante delito pelo crime de posse ilegal de arma de fogo e munições. Noutro endereço alvo da ação, declarado como sede da empresa do investigado, nenhum vestígio da existência de escritório foi encontrado. Assim, a Polícia Civil verificou se tratar apenas de um imóvel residencial, ao contrário do que garante a residente, que deverá ser investigada pelo crime de falso testemunho.

Cumpridas as ordens judiciais, e finalizada a lavratura do Auto de Prisão em Flagrante (APF), o investigado será encaminhado ao Presídio Regional de Itumbiara, onde passa à disposição do Poder Judiciário. As investigações devem ser concluídas nos próximos dias.