Operação Hades: Polícia Civil cumpre quatro mandados de prisão e lavra dois flagrantes no Entorno

121

A equipe de policiais civis da 5° Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Luziânia, com a participação do Grupo Especial de Repressão a Crimes Patrimoniais (Gepatri) de Luziânia e do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Novo Gama, efetuaram seis prisões em decorrência dos crimes de homicídio consumado e tentado, porte e posse ilegal de arma de fogo, ambos investigados pelos grupos.

Na operação, denominada Hades, as equipes deram cumprimento a quatro mandados de prisão em Luziânia e duas prisões em flagrante ocorridas em Novo Gama.

Em Luziânia, o crime de tentativa de homicídio contra a vítima decorreu de um latrocínio praticado contra seu pai, há cerca de 5 meses. O latrocínio foi investigado e solucionado pelo Gepatri de Luziânia. Um dos envolvidos informou aos policiais que a arma do crime estaria escondida em uma chácara, situada no setor Eco Nature, em Luziânia. No local, havia dois indivíduos e, em posse deles, foram encontradas duas armas: uma espingarda de calibre .32 e uma arma de fabricação caseira de mesmo calibre, diversas munições e cartuchos. Os autores foram conduzidos à delegacia, onde foi lavrado flagrante por posse ilegal de arma de fogo. Contra os demais investigados, foi dado cumprimento aos mandados de prisão temporária.

Em Novo Gama, foram cumpridos um mandado de prisão temporária, contra um menor infrator, e um mandado de prisão preventiva contra suspeito de 31 anos. Com o maior foi encontrado, no ato da prisão, uma arma de fogo do tipo revólver calibre 38 e munições do mesmo calibre. Na delegacia local, ele foi autuado pelo crime em flagrante.