Operação Hemera prende dona de imobiliária suspeita de estelionato contra ao menos nove pessoas em Cidade Ocidental

714

Os policiais civis da Delegacia de Polícia (DP) de Cidade Ocidental deflagraram nessa quinta-feira (15) a Operação Hemera (o nome da operação é uma alusão à deusa grega da mentira e da persuasão), na qual deu-se cumprimento ao mandado de prisão preventiva em desfavor de Cleide Silva Vieira, proprietária de uma imobiliária situada no centro de Cidade Ocidental.

A investigação apurou que Cleide Vieira da Silva praticou ao menos nove delitos de estelionato contra pessoas diferentes no município. Das vítimas, cinco são pessoas idosas, cuja pena, nesse caso, é aplicada em dobro.

O “modus operandi” de Cleide era similar em todos os casos investigados. Ela solicitava diversas quantias em dinheiro às vítimas, alegando que o intuito dos valores seria o pagamento de determinados imóveis ou impostos, como o ITBIs. No entanto, a autora se apropriava do dinheiro, e as vítimas ficavam “a ver navios”.

Em um dos casos, ela vendeu a uma pessoa idosa um imóvel que estava prestes a ir a leilão, sendo que, dias após a negociação do bem, a vítima foi surpreendia por uma ordem de despejo.
Em decorrência da reiteração delitiva que causou transtornos à ordem pública e econômica do município, a autoridade policial responsável pela investigação representou pela prisão preventiva da autora junto ao Poder Judiciário local, que deferiu a medida.

Cleide foi indiciada pela prática dos nove crimes de estelionato estando sujeita a uma pena de até 70 anos de reclusão .

Delegado responsável: Daniel Marcelino.