PCGO desarticula esquema de funcionários suspeitos de desviar eletrônicos em Rio Verde

109

Uma empresa de Goiânia que realiza entregas de mercadorias em todo o Estado procurou a Polícia Civil informando que terceirizam as entregas realizadas nos municípios do interior e que alguns aparelhos celulares e um notebook enviados para Rio Verde não haviam sido entregues aos devidos compradores.

Na data de ontem (24), a equipe do Grupo de Repressão a Crimes Patrimoniais (Gepatri) de Rio Verde tomou conhecimento, através de diligências realizadas, que dois aparelhos haviam sido vendidos para um terceiro. Partindo dessa informação, os policiais civis empenharam esforços no intuito de localizar o indivíduo, oportunidade em que conseguiram apreender os dois aparelhos desviados. E ao ser questionado sobre a procedência destes, o conduzido informou que teria comprado do responsável pela realização da respectiva entrega. Dessa forma, em continuidade às diligências, os policiais civis deslocaram-se até a residência do proprietário da empresa terceirizada, onde localizaram os demais objetos em sua posse.

Foram apreendidos 6 aparelhos smartphones e um notebook, totalizando um valor aproximado de R$ 15 mil. Após a apreensão dos objetos, os envolvidos foram conduzidos para a 8ª DRP, onde foram realizados os procedimentos cabíveis.