Polícia Civil de Caldas Novas prende suspeitos de dois homicídios

742

A equipe de policiais civis da Delegacia de Polícia (DP) de Caldas Novas deflagrou operação nesta quarta-feira (27) para cumprir prisão cautelar contra Cleiton Guidine da Silva, vulgo “Frajola”, de 23 anos, e Bruno Ferreira Geraldo, 23 anos.

Ambos são apontados como autores de dois homicídios: contra Paulo Rogério Queiroz, 33 anos, no dia 11 de fevereiro deste ano, numa casa noturna situada no Setor Jardim Serrano; e também em face de Adriano Henrik Guiotti, 20 anos, que foi morto no dia 17 de fevereiro, no Setor Santa Efigênia.

Conforme apurado pela Polícia Civil, o homicídio praticado em desfavor de Paulo Rogério ocorreu por vingança, já que este teria matado, uma semana antes, a jovem Ana Carolina Emídio, conhecida como “Carolzinha”, ligada a Cleiton e Bruno, fato ocorrido nas proximidades da UEG. Já o homicídio praticado em desfavor de Adriano teria sido motivado por uma desavença entre ele e Cleiton.

Imagens de câmeras de segurança flagraram a morte de Paulo Rogério no interior da casa noturna. Nelas, é possível ver Cleiton atirando na vítima pelas costas. Câmeras de segurança de uma residência também flagraram a morte de Adriano Guiotti, que se encontrava na companhia de sua namorada andando de bicicleta, ocasião em que foram cercados e atacados a tiros. A namorada de Adriano também foi baleada, mas sobreviveu.

Iranildo Silva Nascimento, vulgo “Neguinho”, 19 anos, também é apontado como coautor de ambos os crimes, mas se encontra foragido.

Os suspeitos foram reconhecidos por testemunhas. Cleiton, Bruno e Iranildo serão indiciados por dois homicídios qualificados, que podem lhes render uma pena de até 30 anos de reclusão por cada um dos crimes.