Polícia Civil identifica autor de estupro e roubo no Entorno após cruzamento de dados de perfil genético

126

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Luziânia (Deam), sob o comando da delegada Dilamar Castro, cumpriu mandado de prisão nessa quinta-feira (06) e concluiu dois inquéritos policiais que apuravam crimes de estupro e roubo contra duas adolescentes em Luziânia. Os crimes aconteceram no ano de 2011. Na ocasião, as vítimas foram encaminhadas ao Instituto de Criminalística para a coleta de material genético.

Em setembro daquele ano, um indivíduo foi preso pela prática de crimes sexuais ocorridos no Distrito Federal, tendo sido condenado e recolhido na Penitenciária do DF. Após 9 anos da data dos fatos, foi realizado cruzamento de informações de dados genéticos, o que só foi possível porque os vestígios biológicos coletados nas vítimas estavam inseridos no Banco Nacional de Perfis Genéticos (BNPG).

O resultado do exame apresentou compatibilidade de DNA, confirmando a autoria do delito como sendo do investigado que, se condenado, poderá pegar mais 30 anos de prisão.