Polícia Civil prende mulher suspeita de envolvimento em triplo homicídio ocorrido em Luziânia

138

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (Genarc) de Águas Lindas de Goiás e pela Delegacia de Polícia (DP) de Santo Antonio do Descoberto, com apoio do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Águas Lindas, efetuou nesta segunda-feira (04) o cumprimento de um mandado de prisão preventiva em desfavor de uma mulher suspeita de ter participado de um triplo homicídio, no ano de 2019, na região do Jardim Ingá, em Luziânia.

Os policiais civis ainda realizaram uma busca na casa da mulher presa, onde encontraram diversos tipos de drogas (maconha, cocaína, crack, ecstasy e diversos comprimidos de Rohypnol), além de 15 munições calibre .9mm e cerca de R$ 15 mil em dinheiro. A mulher alegou que todos os ilícitos eram de propriedade de seu marido, também suspeito de ter participado do referido homicídio e considerado foragido desde então. O material foi apreendido e será realizada uma apuração pela Polícia Civil para a devida responsabilização dos envolvidos.

Relembrando o caso
No dia 05 de janeiro de 2019, três jovens foram assassinados a tiros dentro de uma casa no Jardim Ingá, Luziânia. Os corpos foram encontrados caídos na sala da residência, situada na Avenida Lucena Roriz. Duas das vítimas eram irmãos gêmeos e estavam na cidade há cerca de dois meses. Na casa, os peritos recolheram 24 estojos de pistola nove milímetros. A mulher presa foi indiciada no caso, sendo pedida sua prisão preventiva e estava foragida desde a época fazendo uso de documento falso com outro nome para se livrar da Polícia.