Polícia Civil prende quatro investigados por bárbaro latrocínio a idoso ocorrido na zona rural de Piracanjuba

196

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia (DP) de Piracanjuba, cumpriu, na manhã desta sexta-feira (12), mandados de prisões temporárias em desfavor de quatro indivíduos – de 44, 29, 20 e 18 anos – pela prática de latrocínio contra um idoso de 72 anos. O crime ocorreu no dia 16 de janeiro deste ano, na região rural da Boa Vista do Jacaré, em Piracanjuba. Na ocasião, dois indivíduos, que trabalhavam em uma fazenda vizinha invadiram a residência da vítima no momento em que ela se preparava para dormir.

Os indivíduos agiram com extrema violência, utilizando um pedaço de pau para golpear a cabeça da vítima. Depois, cortaram o seu pescoço com uma faca. Constatando o óbito, os autores subtraíram uma arma de fogo (pistola calibre .380) e uma quantia em dinheiro da vítima idosa. Em seguida ligaram para um comparsa, mentor do crime, que determinou ao quarto elemento do grupo que os retirasse do local para levar ao esconderijo.

Após o crime, a Polícia Civil iniciou uma complexa investigação, na qual foi possível identificar todos os envolvidos e determinar a participação exata de cada uma deles no crime. Apurou-se que o mentor do delito encontrava-se preso na unidade prisional de Piracanjuba e, por telefone, combinou com dois comparsas, funcionários de uma fazenda vizinha, para matar a vítima e subtrair uma arma de fogo. Ajustaram ainda que um quarto elemento seria o responsável por buscar os executores.

As investigações apontaram que os quatro suspeitos venderam a arma de fogo para um grupo criminoso em Goiânia, pelo valor de R$ 8 mil. O veículo utilizado no resgate, um GM Classic prata, foi apreendido. Os executores do crime foram presos hoje. Eles estavam escondidos em uma fazenda na zona rural de Piracanjuba, enquanto o “motorista da fuga” foi preso em uma residência da cidade. O mentor do crime teve seu mandado cumprido no presídio.

Em interrogatório, os envolvidos confessaram o delito e detalharam com muita frieza como os fatos ocorreram. Os quatro indivíduos já possuem diversas passagens pelos crime de tráfico de drogas, roubo, latrocínio, porte de arma fogo, entre outros. Todos foram encaminhados ao presídio local, onde aguardarão as providências judiciais cabíveis. Se condenados pelo delito de latrocínio, suas penas podem chegar a 30 anos de prisão.

As imagens dos autores foram divulgadas a fim de que outras eventuais vítimas de crimes por eles praticados, possam reconhecê-los, nos termos da Lei 13.869/2019 e Portaria 02/2020-PCGO.