Polícia Civil prende três funcionários públicos de Ouvidor suspeitos de peculato; maquinário da prefeitura era usado para serviços em fazenda particular

404

A Polícia Civil de Goiás, por meio das equipes da 1ª e 2ª Delegacias Distritais de Polícia (DDP) de Catalão, com apoio da 9ª Delegacia Regional de Polícia (DRP), prendeu em flagrante delito, na tarde dessa segunda-feira (29), pelo crime de peculato, três investigados, todos servidores públicos da Prefeitura de Ouvidor.

A investigação começou após o recebimento de uma denúncia segundo a qual havia máquinas da Prefeitura de Ouvidor realizando serviços particulares numa fazenda situada no município de Catalão. Diante da informação, a Polícia Civil organizou operação e as equipes se dirigiram até a Fazenda Macaúba onde flagraram um Trator New Holland, cor azul; uma Pá Carregadeira Komatsu, cor amarela; e um veículo Fiat/Uno, cor prata, todos pertencentes à Prefeitura Municipal de Ouvidor, sendo usados para serviço de silagem de milho para gado.

No momento da abordagem, estavam no local os dois operadores das máquinas e o motorista do veículo, todos funcionários públicos comissionados do Município de Ouvidor. Foram colhidos indícios de que a referida propriedade rural seria arrendada por agente político do município, bem como que o silo seria destinado a rebanho bovino pertencente ao agente político, o que será devidamente apurado em inquérito policial, conforme prevê a legislação. As diligências contaram ainda com realização de Exame Pericial.

Por fim, os três investigados receberam voz de prisão em flagrante delito pela prática do crime previsto no art. 312, do Código Penal (Peculato, cuja pena varia de 2 a 12 anos de reclusão), foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Catalão, onde foram autuados, interrogados e, em seguida, encaminhados ao sistema prisional à disposição do Poder Judiciário.