Agosto Lilás: homem é preso em Barro Alto por descumprir medidas protetivas de urgência

99

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia (DP) de Barro Alto, cumpriu mandado de prisão preventiva expedido contra um homem, de 43 anos, por descumprir medida protetiva de urgência. Ele foi preso na última sexta-feira (28), em Barro Alto. A vítima procurou a delegacia em março deste ano, após ser ameaçada de morte pelo ex-companheiro, que não aceitava o término do relacionamento e se recusava a sair da casa. Naquela ocasião, a mulher solicitou medida protetiva de urgência, que foi deferida pelo Poder Judiciário.

O homem foi intimado da decisão judicial que determinou, entre outras restrições, o afastamento dele do lar e a proibição de se aproximar a vítima, mas ele, deliberadamente, descumpriu, por diversas vezes, a medida protetiva de urgência.

A vítima procurou então a delegacia, no final do mês de julho, e noticiou o descumprimento. A delegada responsável, Poliana Bergamo, representou ao Poder Judiciário pela decretação da prisão preventiva do acusado, que foi prontamente atendida.

O acusado responderá pelos crimes de ameaça, que prevê uma pena de um a seis meses, e pelo delito de descumprir medidas protetivas de urgência, da Lei Maria da Penha, com pena de três meses a dois anos.