Caiapônia: Operação prende suspeito de estuprar meninas durante rituais

230

O líder de uma seita religiosa foi preso nesta sexta-feira (4) suspeito de estuprar três meninas, entre 7 e 13 anos, durante rituais em Caiapônia, no sudoeste de Goiás. De acordo com as investigações, elas eram levadas pela a avó para serem violentadas com a promessa de enriquecimento. A mulher também foi presa durante a operação, denominada Anjos da Guarda 2.

O delegado Marlon Luz, responsável pela operação, acredita que se tratavam de rituais de magia negra. “Esse líder, Nilson Alves de Souza, de 42 anos, diz que não era ele quem cometia os abusos, e sim a entidade que ele incorporava”, explicou. Segundo as investigações, os crimes aconteciam há cerca de 5 meses.

A avó das crianças, Noêmia Cândida de Jesus Sousa, de 49 anos, tinha um relacionamento extraconjugal com o líder da seita. Os crimes aconteciam em um acampamento na zona rural da cidade. Nas barracas foram encontrados diversos símbolos religiosos e roupas que seriam usadas nos rituais. Vários documentos também foram apreendidos.