Comunidade terapêutica é alvo de operação em Aparecida de Goiânia

393
Uma comunidade terapêutica clandestina foi alvo de operação realizada na manhã desta quarta-feira (27), no Loteamento Rosa do Sul, em Aparecida de Goiânia. A ação ocorre depois de denúncias de tortura e maus tratos contra internos. Segundo a delegada Cybelle Tristão, que coordenou a operação, alguns internos afirmaram que foram agredidos ou trancafiados.
Na unidade, que abrigava dependentes de drogas e idosos, os policiais encontraram alimentos vencidos e impróprios para o consumo, além de acomodações precárias e péssimas condições de higiene. Além disso, mantinha um adolescente entre os “pacientes” de forma irregular. O local não possui documentação necessária para funcionamento.
A fiscalização, segundo a delegada, integra um cronograma de vistorias realizado pela Polícia Civil em parceria com o Ministério Público, Corpo de Bombeiros, Secretaria do Meio Ambiente, Conselho Tutelar e Vigilância Sanitária Municipal, que interditou o local. A dona da clínica foi presa em flagrante por crime ambiental, já que o esgoto estava sendo despejado irregularmente em um córrego próximo.  Agora a Polícia vai investigar também as suspeitas de maus tratos e torturas aos pacientes que estavam em tratamento.