Condenado, homem volta a ser preso por estupros em Jataí

186

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Jataí, prenderam preventivamente, neste 1º de dezembro, José Florêncio Nunes, de 51 anos. A ordem de prisão partiu da 1ª Vara Criminal da cidade. José é suspeito de ter cometido dois estupros e um roubo em Jataí nos últimos dias. Além disso, já foi condenado a mais de 37 anos de prisão por outro crime de estupro em Rio Verde.

O autor estava escondido numa propriedade rural distante 90 Km da cidade, em local de difícil acesso. Para evitar a identificação, ele não portava documentos pessoais.

Durante a prática dos estupros e do roubo em Jataí, o autor agiu com violência contra as vítimas, incluindo sufocamento e ameças de morte com faca e tesoura. Também as amarrou e vendou os olhos delas.

O autor estava preso até março deste ano, quando recebeu o benefício da progressão de regime. Para transferir seu processo de execução penal para a Comarca de Jataí, ele mentiu para o Poder Judiciário, ao declarar que morava num endereço da cidade, mas nunca habitou o local. Com a prisão preventiva, os inquéritos serão concluídos nos próximos 10 dias.

A Polícia Civil acredita que pode haver outras vítimas de estupro. Por isso, reconhece o interesse social na divulgação das imagens. Assim, a divulgação da imagem e identificação do preso foi procedida nos termos da Lei nº 13.869/2019 e da Portaria nº 547/2021 – PC, conforme Despacho do(a) Delegado(a) de Polícia responsável pelo inquérito policial, de modo que a publicação de sua imagem possa auxiliar no surgimento de novas vítimas que façam seu reconhecimento.