Condenados por crimes patrimoniais são presos em Luziânia

769

Policiais civis do Grupo Especial de Repressão a Crimes Patrimoniais (Gepatri) de Luziânia cumpriram mandados de prisão condenatória, em desfavor de condenados por prática de crimes patrimoniais, ocorridos em Luziânia e no Distrito Federal. Jhonata Oliveira da Cruz, de 25 anos, foi condenado a pena de cinco anos de reclusão, pela prática contra o patrimônio no ano de 2015.

Maicon Michel dos Santos Cardoso, por sua vez, foi alvo de dois mandados de prisão condenatória em razão de crime de tráfico de drogas e roubo majorado, ocorridos, respectivamente, em 2011 e 2012, no Distrito Federal e em Luziânia. Ambos já estavam presos por crimes diversos e terão a pena majorada em razão das novas penas impostas.