DERFRVA e Depai de Luziânia apreendem menor por ato análogo a roubo

229

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores – DERFRVA, Cartório D, com apoio imprescindível da Delegacia de Apuração de Atos Infracionais (Depai) de Luziânia, cumpriu, no dia 26 de janeiro, mandado de busca e apreensão em desfavor de menor infrator suspeito da prática de três atos infracionais análogos ao crime de roubo de veículo automotor, majorado pelo concurso de pessoas e emprego de faca.

De acordo com as investigações, em 3 de abril do ano passado, o menor já havia sido autuado na DERFRVA, juntamente com seu irmão, também menor, pela prática de ato infracional análogo ao crime de roubo de veículo automotor majorado pelo emprego de arma e concurso de pessoas. A vítima, motorista de aplicativo, fora atacada enquanto exercia seu labor. EM outubro e novembro de 2020, o menor infrator, em concurso com maior já preso pela especializada, reiterou na prática de atos infracionais. Ambas as vítimas, como no primeiro caso, eram motoristas de aplicativo.

Restou apurado que o menor agiu com requintes de crueldade, já que atacava as vítimas por trás, com um cinto, enforcando-as, enquanto os comparsas, mediante emprego de faca, reduziam toda e qualquer capacidade de resistência, compelindo as vítimas a entregarem, além do veículo, todos os pertences pessoais de valor que estavam em sua posse. Todos os atos infracionais ocorreram em Goiânia. Após a prisão do comparsa, o menor evadiu-se para Luziânia, onde foi localizado.