Dois são presos por uso de documento falso e lesão corporal no Entorno

439

WhatsApp Image 2017-03-16 at 112Policiais civis da 2ª Delegacia de Polícia (DDP) de Luziânia e DDP de Cidade Ocidental, no Entorno do Distrito Federal, realizaram diligências que culminaram em prisões na quarta-feira (15). Na primeira, foi cumprido mandado de prisão em desfavor de E.C.R, de 32 anos.

Ela foi condenada pelo a uma pena de 10 anos de detenção pela prática de lesão corporal e ameaça contra pessoa de sua própria família. A prisão ocorreu no bairro Mingone II, em Luziânia. O procedimento foi realizado pela delegada Caroline Matos Barreto e pelo agente de polícia Wiliam da Silva Ribeiro.

Já em outra diligência da PC-GO, policiais civis da DDP de Cidade Ocidental prenderam em flagrante Davi Freitas dos Santos, de 18 anos, pelo crime de uso de documento falso. Ele foi conduzido pela Polícia Militar no dia anterior por posse de drogas para consumo próprio, ocasião em que foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), além da apreensão do celular. Nos termos da lei, Davi foi posto em liberdade.

Entretanto, na data de ontem, com o objetivo de recuperar seu celular apreendido, Davi apresentou nota fiscal do aparelho a um policial civil na qual constavam dados desencontrados como, por exemplo, nome de uma empresa e CNPJ de outra. Diante das evidências, ele foi preso em flagrante. Davi confessou a prática do crime durante seu interrogatório.

Na oportunidade, uma vítima de roubo, que estava na delegacia, reconheceu o suposto celular de Davi como sendo dela, apresentando a caixa do aparelho com IMEI compatível, além de ter reconhecido Davi como um dos autores do roubo que sofrera no dia 7 de março.

Participaram da prisão o agente Napoleão e os escrivães Marcelo e Francisco, além do delegado Frederico Gama.