DPCA de Luziânia prende suspeito de abuso sexual contra ex-enteada de 11 anos em Novo Gama

553

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Luziânia cumpriu, na manhã de terça-feira (14), mandado de prisão preventiva expedido contra DCNC, investigado pela prática do crime de estupro de vulnerável ocorrido em setembro de 2016 em Novo Gama contra uma criança de 11 anos.

O suspeito foi localizado pelos policiais civis de Goiás no Guará, cidade-satélite do Distrito Federal. Conforme consta nos autos do inquérito policial, DCNC era padrasto da vítima e aproveitava os horários nos quais a genitora da criança saía a trabalho para praticar atos libidinosos, exceto conjunção carnal.

DCNC mostrava vídeos pornográficos para a vítima e depois a tocava nas partes íntimas. Em uma das ocasiões, o investigado obrigou a vítima a acariciar-lhe o órgão genital. Interrogado, DCNC se limitou a negar os fatos criminosos.

Formalizado o mandado judicial com o apoio da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), o investigado foi recolhido ao presídio do Distrito Federal, onde aguardará à disposição do Poder Judiciário Goiano.

Conforme informado pelo delegado responsável pelo caso, Maurício Passerini, a equipe da especializada segue empenhada na força-tarefa, que tem por escopo dar cumprimento aos mandados de prisão em aberto, em especial contra autores de crimes sexuais. Participaram das investigações e das diligências os policiais civis Heráclito, Gonzaga, Emília, Cecília, Adriele e Vanessa.