DPCA prende em Goiânia pai que abusou da filha por mais de 20 vezes

194

A Polícia Civil do Estado de Goiás, através da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Goiânia, durante a Operação Acalento realizada na quarta-feira (09), efetuou o cumprimento de mandados de prisão temporária e busca e apreensão expedidos contra um indivíduo de 52 anos de idade, em razão da prática do crime de estupro de vulnerável. A vítima é sua própria filha, uma menina de 12 anos de idade, crime ocorrido no Setor Novo Horizonte, nesta capital.

Apurou-se, durante as investigações, que, desde o ano de 2019, quando a vítima possuía 10 anos de idade, o suspeito, por mais de vinte vezes, abusou sexualmente da menor, acariciando-lhe os seios, as nádegas e a vagina, além de introduzir os dedos na sua genitália, roçar o pênis em seu corpo e beijá-la na boca. Verificou-se, ainda, que o abusador já ostenta passagem por crime contra a dignidade sexual praticado, por volta de 2006, em face de sua segunda filha, que contava, à época, com 13 anos de idade.

Diante da gravidade em concreto dos fatos e da suspeita de fuga do investigado tão logo soube que o delito havia sido levado ao conhecimento da Polícia Civil, a autoridade policial representou pela expedição de mandado de busca e apreensão e prisão temporária do autor. Após diligências, foi localizado pela equipe da DPCA, encontrando-se agora à disposição do Poder Judiciário.