Gepatri Luziânia elucida homicídio e prende os autores do crime

836

Nesta segunda-feira (19), O Grupo de Repressão a Crimes Patrimoniais (Gepatri) de Luziânia cumpriu mandados de prisão em desfavor de Patrick Marques dos Santos, Mateus Siqueira do Nascimento e Aguinaldo Pereira da Rocha; autores do latrocínio que ocorreu em Luziânia, no mês de maio, vitimando S.P.L (36 anos).

As investigações elucidaram que, no dia do crime, os criminosos armados abordaram a vítima em via pública, com o objetivo de subtrair seu veículo (Honda Fit). Ato contínuo, mantiveram a vítima como refém dentro do veículo e um dos autores efetuou um disparo de arma de fogo, que atingiu a vítima e causou sua morte. Após o disparo, o corpo da vítima foi jogado em via pública e os assaltantes fugiram do local, conduzido o automóvel.

Foi elucidado, ainda, que ao disparar a arma contra a vítima, Patrick acabou, por acidente, atingindo o próprio pé com um tiro, sendo levado ao Hospital de Urgências (HUGO), em Goiânia. Investigações concluíram que Agnaldo seria mentor do crime e o objetivo era utilizar o carro da vítima para praticar outros crimes na região de Luziânia e Cristalina.

A Polícia Civil localizou e prendeu Patrick, nesta segunda-feira (19), e cumpriu mandados de prisão em desfavor de Aguinaldo e Mateus, os quais já estavam recolhidos no CPP de Cristalina.

Aguinaldo está preso desde 2013, quando foi deflagrada a operação Faroeste Caboclo, visando à repressão a roubos em ônibus interestaduais. Os autores do crime estão detidos e foram indiciados pelos crimes de latrocínio e associação criminosa armada.