Gepatri prende suspeitos de latrocínio em Luziânia

513

A equipe do Grupo de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Gepatri) de Luziânia cumpriu mandado de prisão preventiva em desfavor de Valdano Antônio da Silva Andrade, apelidado de “Maninho”. Ele foi indiciado por participação em uma tentativa de latrocínio praticada em novembro do ano passado contra um policial militar da reserva.

As investigações apuraram que o autor, junto com outras três pessoas – Felipe Dutra, Tiago Ferreira e Weverson Rodrigues – adentraram na residência alheia para efetuar um roubo e, ao se depararem com o policial que ali residia, acabaram efetuando disparos contra o mesmo, fugindo com o celular da vítima.

Valdano havia sido preso há poucos dias, em razão de um outro processo judicial no qual responde pelo delito de homicídio. Os quatro autores estão presos e o inquérito já foi remetido ao Poder Judiciário.