GIH de Luziânia cumpre mandado de prisão contra investigado por cinco homicídios

916

Policiais civis lotados no Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) de Luziânia cumpriram mandado de prisão expedido em desfavor de Wemerson de Freitas Coutinho no final da tarde de sexta-feira (13). Ele é investigado pela autoria de cinco homicídios praticados na região.

Em recente operação conjunta desencadeada pela Polícias Civis de Goiás e do Distrito Federal, foram cumpridos três mandados de prisão preventiva eum de prisão temporária, todas as determinações judiciais foram fruto de investigações de crimes de homicídio qualificado perpetrados em Luziânia nos anos de 2007, 2012 e 2014.

Dentre os crimes hediondos pelos quais Wemerson é investigado, chama atenção o homicídio qualificado, praticado em 2007, contra Petter Roger Prudente da Silva, filho de um policial civilde Minas Gerais, o qual foi cruelmente assassinato com tiros na cabeça em frente a parentes e amigos no Jardim Ingá

O Poder Judiciário do Distrito Federal expediu outro mandado de prisão preventiva em desfavor do criminoso, também em razão da prática de crime de homicídio qualificado. As Polícias Civis de Goiás e do Distrito Federal não descartam a hipótese de Wemerson estar envolvido em outros casos de homicídio na região do Entorno.

Atualmente, Wemerson encontra-se detido no município de Luziânia, à disposição do Poder Judiciário local. Participaram das investigações e das diligências os policiais civis Ygór, Divanilson, Helena, Braziliano, Correia e André, coordenados pelo delegado Maurício Rocha Passerini.