GIH de Luziânia prende homem suspeito de agredir e matar detento no Ceará

75

Policiais Civis do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Luziânia cumpriram, no dia 25 de janeiro, mandado de prisão preventiva em desfavor de indivíduo de 21 anos, integrante de facção criminosa e processado pela prática de homicídio. O crime ocorreu em dezembro de 2018, na carceragem da Delegacia de Polícia de Tauá, estado do Ceará. Na ocasião do crime, ocorreu um tumulto na prisão e o detento Antônio Marcos de Oliveira foi espancado pelos demais companheiros de cela. A equipe policial tentou socorrê-lo, porém o preso foi a óbito em razão das agressões.

Dentre os responsáveis pelas agressões, um deles foi identificado e encontrava-se escondido em Luziânia, local para onde se evadiu após ser liberado da prisão. Os policiais realizaram as diligências e conseguiram localizar e capturar o foragido, que, além de ostentar passagens pelos crimes de roubo e receptação, integra facção criminosa. O foragido foi recolhido ao presídio de Luziânia, onde permanecerá a disposição do Poder Judiciário.