GIH de Planaltina prende investigados por homicídio executado com 22 facadas

666

O Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) de Planaltina cumpriu, na tarde de quinta-feira, mandados de prisão preventiva em desfavor de Wellison Rocha de Souza Mendonça, por alcunha “Kamikaze”, e Paulo Sergio Sousa França. Eles são acusados de coautoria do homicídio de Maiko Tavares da Silva no dia 18 de maio.

A vítima saía escola ao ser abordada pelos dois autores, que o renderam e o levaram para um matagal, onde desferiram mais de 22 facadas na vítima. Logo após, enterraram o corpo como forma de ocultação. Os autores foram recolhidos ao presídio da cidade e se encontram à disposição do Poder Judiciário.