GIH de Posse prende foragido de Minas Gerais por homicídio; autor usava documento falso

309

A Polícia Civil de Goiás, através do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Posse, cumpriu na sexta-feira (05) mandado de prisão preventiva de um foragido da justiça de Minas Gerais pelo crime de homicídio qualificado. Na última segunda-feira, o indivíduo foi flagrado e conduzido pela Polícia Militar por suspeita de participação no furto de um Caminhão Mercedes-Benz, ocorrido na cidade de Jaíba (MG). Após apresentada a identidade civil do suspeito na Delegacia de Posse, a equipe de policiais civis passou a desconfiar da autenticidade do documento, passando a realizar diversas diligências investigativas.

Na data de ontem, 04 de março, foi solicitado pelo Delegado de Polícia responsável pelas investigações a realização da identificação criminal do indivíduo, nos ditames da lei 12.037/2009. Após trabalho da Papiloscopista da Polícia Civil, descobriu-se que Marco Aurélio Chagas de Jesus  é, na verdade, Marcos Francisco Pereira da Silva, foragido da Justiça de Minas Gerais pelo crime de homicídio qualificado, ocorrido na cidade de Sete Lagoas. Foi dado cumprimento ao mandado de prisão em aberto e, ato contínuo, foi instaurado inquérito policial para apurar os crimes de furto qualificado; adulteração de veículo automotor; associação criminosa; uso de documento falso e falsidade ideológica.

A divulgação da imagem e identificação do preso foi precedida nos termos da Lei nº. 13.869/2019, portaria n.º 02/2020 – PC, Despacho do Delegado Geral n.º 000010828006 e do responsável pela investigação, sendo medida necessária para fins de investigação, visando o encontro de outras testemunhas e vítimas de crimes patrimoniais do indivíduo, haja vista sua especialidade em utilizar documentos falsos para não ser reconhecido.