GIH Trindade prende proprietário de bar suspeito por homicídio

721

O Grupo de Investigação de Homicídios de Trindade prendeu em flagrante, nesta sexta-feira (15), Rogério da Silva Xavier pelo homicídio que vitimou Wender Martins.

A equipe do GIH foi acionada sexta-feira para comparecer ao local de crime de um suposto encontro de cadáver, vítima de homicídio. Ao chegar ao local, logo se verificou, mediante as marcas dispostas no solo, que a vítima havia sido arrastada de dentro de um bar logo em frente ao local de onde o corpo estava.

Diante disto, a equipe começou a indagar Rogério, proprietário do bar, a respeito dos fatos. Questionando o porquê de tais marcas e se ele estaria no local no momento em que tudo ocorreu.  Rogério, desde o princípio negou qualquer envolvimento, negou ainda que o fato tenha se dado dentro do bar (local que ele também reside).

No entanto, a Polícia Técnico Científica ao iniciar a coleta dos vestígios e analisar a cena do crime, encontrou dentro do estabelecimento marcas de sangue no chão, as quais Rogério alegou ser tinta. Porém, utilizando reagente, o perito confirmou tratar-se de sangue. Foi encontrado também o capacete da vítima escondido dentro do imóvel, sobre o qual Rogério não soube dar explicações.

O perito verificou ainda que a parte interna do imóvel foi limpa com um pano, local onde a vítima provavelmente foi atingida, e na calçada,  parte externa, havia sinais de que teria sido lavada recentemente para limpar o sangue da vítima.

Mediante a quantidade de elementos incriminadores contra Rogério e as diversas contradições que ele entrava o tempo todo, foi dada voz de prisão a ele e lavrado o auto de prisão em flagrante em seu desfavor. Acredita-se que o fato tenha se dado na madrugada. Sendo que o corpo só foi encontrado na parte da manhã por um vizinho que saia para trabalhar. Ressalta-se ainda que Rogério também é suspeito de envolvimento em outro homicídio no ano de 2017.