Goianésia: Pastor investigado por abuso de meninos se entrega à Polícia Civil

653

deamgoianesiaUm pastor que estava sendo investigado pelo abuso sexual de três meninos no município de Goianésia, se entregou no final de semana à Polícia Civil.

De acordo com a delegada Poliana Bergamo, a DEAM (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher) começou a investigar o caso no final do mês de outubro de 2015, após a mãe das vítimas descobrir que o homem abusou dos seus três filhos, de 10, 11 e 12 anos. “O pastor se aproveitou da confiança que os fiéis lhe depositaram para se aproximar da família e abusar sexualmente de seus filhos”.

A delegada afirmou que os crimes aconteceram na casa do pastor, de julho a outubro de 2015. No mês de novembro daquele ano, a Polícia Civil representou e obteve um mandado de prisão preventiva contra o acusado, que acabou fugindo ao descobrir que os fieis o denunciaram. No entanto, na última sexta-feira (15/09), o foragido, se apresentou na DEAM.

O Inquérito Policial foi concluído e o pastor restou indiciado pelo crime de estupro de vulnerável, previsto no artigo 217-A  do Código Penal Brasileiro, que prevê uma pena de 08 (oito) e 15 (quinze) anos, aumentada de um sexto a dois terços (crime continuado) para cada uma das vítimas.