Grupo é preso suspeito de dar golpes de R$ 5 milhões em empresas

637

Uma quadrilha suspeita de aplicar golpes em empresas de grandes marcas esportivas, móveis, material escolar e equipamentos cirúrgicos foi presa na manhã desta quarta-feira (22/8) durante operação da Polícia Civil. Cerca de 90 policiais foram às ruas do Distrito Federal e de municípios de Goiás. Em apenas um ano, a polícia estima que os criminosos movimentaram cerca de R$ 5 milhões.

Batizada de Canindé, a operação cumpriu quatro mandados de prisão e 13 de busca e apreensão nas regiões de Águas Claras, Santa Maria, Cidade Ocidental (GO), Luziânia (GO), Novo Gama (GO) e Valparaíso (GO). De acordo com as investigações, os investigados abriam empresas em nome de laranjas, começavam a atuar no mercado e realizavam transações comerciais. Eles adquiriam produtos de diversas espécies e pagavam à vista. As comercializações eram feitas por até três vezes. Na quarta compra, os criminosos encomendavam um grande lote e não pagavam.

Quatro galpões usados para armazenar os produtos foram identificados. Nos locais, os agentes apreenderam centenas de mercadorias,como roupas, artigos esportivos, equipamentos cirúrgicos, móveis e materiais escolares. Segundo o delegado Rodrigo Mendes, as mercadorias eram revendidas abaixo do preço de mercado para diversos outros comércios. Os envolvidos responderão por estelionato, organização criminosa, receptação, falsidade ideológica e crimes contra a ordem tributária.