Homem que matou companheira com tiro na cabeça é preso em Posse

863

A Polícia Civil de Posse prendeu, no dia 19 de janeiro, Gidauto Joaquim da Silva, suspeito de ter matado com um tiro na cabeça sua esposa Iranilda Batista dos Santos. O crime ocorreu no dia 13 de janeiro último, no Povoado Cachoeira II, município de Posse.  Ao ser preso, o homem confessou o crime, e disse ter atirado contra a mulher porque ela teria o xingado e o desafiado.

De acordo com as investigações, um vizinho do casal ouviu um disparo de arma de fogo e viu o suspeito na porta da casa, visivelmente alterado e gritando muito. Com receio de ser agredido, a testemunha fugiu do local e retornou algum tempo depois, quando visualizou pela janela a vítima agonizando. A testemunha, então, ligou para os bombeiros, que já encontrou a mulher sem vida.

Baseada no relato da testemunha, a Polícia Civil representou pela prisão do suspeito, depois de realizar buscas pela região e não encontrar Gidauto. Três dias depois, ainda em investigação pelos arredores, os policiais avistaram o suspeito e cumpriram o mandato. Aos policiais, Gidauto disse que atirou porque ficou com muita raiva da esposa, que teria o xingado de “corno”. De acordo com relato do suspeito, ao apontar a arma para a mulher,  ela teria dito que ele não teria coragem de atirar.

Após efetuar o disparo na cabeça da esposa, Gidauto correu em direção a uma mata, onde permaneceu escondido. O suspeito foi conduzido para a Delegacia de Posse, onde foi apresentado a autoridade policial. Gidauto foi encaminhado para a cadeia pública de Posse, onde se encontra à disposição do Poder Judiciário.