Papiloscopista do GIH de Formosa identifica investigado com documento falso

501

Tentativa de ludibriar policiais foi comprovada por papiloscopista lotada na unidade, que passará a acompanhar policiais em cenas de crimes

WhatsApp Image 2017-08-17 at 08Um investigado pelo Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) de Formosa foi preso ao apresentar documentos falsos aos policiais civis durante diligências. Os investigadores passavam pelo Bairro Jardim das Américas 2 quando avistaram Leonardo Dias dos Santos. Tendo em vista proceder a apuração de seu possível envolvimento em dois homicídios investigados pelo grupo especializado, ele foi conduzido até a sede da unidade da Polícia Civil.

Durante a abordagem, o indivíduo apresentou documento de identificação no qual afirmava ser denominado Wilen do Paraíso Souza. Os policiais suspeitaram da autenticidade do documento, uma vez que seu pretenso proprietário não soube declarar dados que constavam no próprio instrumento de identificação.

Levado até a sede do GIH, a identificação civil do indivíduo foi feita pela papiloscopista policial lotada na unidade especializada, a qual verificou se tratar, na verdade, de Leonardo. Diante dos fatos, foi lavrado termo circunstanciado de ocorrência contra o autor pela prática do crime de falsa identidade, previsto no Artigo 307 do Código Penal Brasileiro. A papiloscopista lotada no Grupo de Investigação de Homicídios, além da identificação civil e criminal de indivíduos, auxiliará as equipes em locais de crime.