Mulher é autuada suspeita de exercício ilegal da enfermagem em Nova Crixás

149

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da Delegacia de Polícia (DP) de Nova Crixás, interrogou nesta quinta-feira (16), uma pessoa que exercia ilegalmente a profissão de enfermeira no Hospital Municipal da cidade.

Denúncia do exercício ilegal da enfermagem chegou ao conhecimento da Delegacia de Nova Crixás, a qual atuou com apoio do COREN – Conselho Federal de Enfermagem de Goiás, na apuração dos fatos. A ação visa proteger a sociedade de atuação de pessoas não habilitadas para exercer a profissão de enfermagem, em conformidade com o artigo 2º da Lei 7.498/86, o qual aponta o exercício das atividades de enfermagem apenas por pessoas legalmente habilitadas e inscritas no Conselho Regional de Enfermagem, com jurisdição na área onde ocorre o exercício profissional.

A conduta praticada é considerada contravenção penal. Por isso, a mulher foi autuada em um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). O procedimento foi encaminhado ao Judiciário.