Operação Alvorada: dois são presos por homicídio qualificado em Luziânia

618

Os policiais civis do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Luziânia desencadearam, na madrugada do último sábado (18), operação que culminou na prisão de investigados pela prática de crimes de homicídio qualificado, tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse ilegal de munições calibre .40.

Foram presos, durante a Operação Alvorada, os investigados Kaique Tavares da Silva, 29 anos, e Ingrid Izabel da Silva Santiago, 21 anos, por força de mandado de prisão temporária expedido durante a tramitação de inquérito policial que apura a prática de crime de homicídio qualificado. O homicídio aconteceu no início do ano passado, no centro da cidade.

Apurou-se que, no dia dos fatos, Ingrid, Kaique e uma terceira pessoa já identificada ingressaram na residência da vítima Marcus Rogério de Sousa, de 44 anos, e violentamente o agrediram com golpes de facas e pauladas.

O crime bárbaro teria sido motivado por dívidas de drogas que a vítima, em tese, possuía com os executores. Os policiais descobriram que Ingrid estaria residindo com um traficante de drogas no bairro Parque Alvorada I.

Diante das informações, a Polícia Civil representou decretação de busca e apreensão no local, que foi prontamente deferida pelo Poder Judiciário.

Durante a operação, a equipe do GIH localizou na residência 380 gramas de cocaína (avaliada em R$ 21.000,00), porções de maconha e crack, balanças de precisão, além de dez munições calibre .40 e um artefato aparentando ser explosivo, o qual foi encaminhado para análise pericial.

Ingrid e seu namorado Jeferson Paulo Câmara Souza, 25 anos, foram autuados em flagrante pela prática de crime de tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse ilegal de munições. Os presos foram recolhidos na Casa de Prisão Provisória.