Operação apura crimes contra o meio ambiente em Orizona e falsificação de licenças

425

A Polícia Civil de Goiás, por meio das Delegacias de Polícia de Orizona/9ª DRP e Morrinhos/19ª DRP, em ação conjunta com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável – SEMAD, deflagrou, no dia 19 de agosto, Operação Falsa Simetria, que visa apurar crimes praticados contra a fé pública e o meio ambiente, no município de Orizona. Na oportunidade, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão. Um servidor da Prefeitura de Morrinhos é suspeito de falsificar licenças para as propriedades onde ocorre desmatamento ilegal.

No bojo da fiscalização, a SEMAD, em conjunto com a Polícia Civil, constatou, em quatro propriedades rurais localizadas no município de Orizona, o desmatamento de vegetação localizada em áreas de preservação permanente e área de reserva legal. Por ocasião da análise das licenças ambientais apresentadas pelos produtores rurais, foi verificada a falsidade material dos documentos, os quais não guardavam nenhuma correspondência com os bancos de dados do órgão ambiental.

No curso das investigações, foram reunidas provas da materialidade dos crimes e indícios de autoria em relação a um suspeito, de 32 anos, responsável por confeccionar pelo menos sete licenças ambientais materialmente falsas. Conforme apurado, o suspeito, que é fiscal ambiental na Prefeitura de Morrinhos, trabalhava paralelamente com uma assessoria que supostamente intermediava, junto aos órgãos ambientais competentes, a emissão de licenças ambientais.

Reconhecido entre os produtores rurais pela singular competência e agilidade com a qual viabilizava as licenças, o suspeito é investigado pela confecção de outras licenças falsas relacionadas a outras propriedades.