Operação Avalanche: Polícia Civil prende 11 por tráfico de drogas em São Luís de Montes Belos

256

A Polícia Civil de Goiás, por intermédio do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (Genarc) de São Luís de Montes Belos, deflagrou hoje (11) a Operação Avalanche, em desdobramento da Operação Narco Brasil, do Ministério da Justiça, que objetivou desmantelar a prática do tráfico ilícito de drogas na cidade de São Luís de Montes Belos. Durante as investigações, que perduraram por mais de três meses, o Grupo Especializado apurou que dois grupos criminosos, rivais entre si, eram os principais responsáveis pelo comércio ilícito de drogas no município, especialmente às margens da rodovia GO-060, no Km 120, e em diversos pontos da cidade, inclusive em um prostíbulo e uma barbearia. A operação cumpriu 9 mandados de prisão temporária e 11 mandados de busca e apreensão. Duas pessoas foram presas em flagrante.

As investigações revelaram que os líderes dos grupos possuíam semelhante modo de agir. Eles utilizavam outros indivíduos, inclusive garotas de programa, para a distribuição do entorpecente aos usuários, na modalidade retirada em vários locais ou delivery por meio de motocicleta. Indicaram, também, que os chefes de cada grupo pertencem a facções criminosas rivais e que um almejava obter o “território” de vendas de droga do outro, havendo, inclusive, informações sobre um possível ataque armado de um contra o outro como forma de retaliação.

No curso das diligências, todos os investigados foram localizados e capturados, houve a apreensão de diversas substâncias entorpecentes, balanças de precisão, munições de arma de fogo, quantias em dinheiro, aparelhos celulares e veículos automotores, além da autuação de dois indivíduos pela prática dos crimes de tráfico e associação para o tráfico ilícito de drogas.

Após a captura e realização dos procedimentos de praxe, os 11 investigados foram recolhidos ao cárcere e se encontram à disposição do Poder Judiciário. Participaram da operação 43 policiais civis, integrantes da 7ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) e da Gerência de Planejamento Operacional (GPO) da Polícia Civil, além de 14 policiais militares, que auxiliaram no cumprimento das ordens judiciais.