Operação Cabresto: Polícia Civil investiga crimes eleitorais em Goianésia

120

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia de Polícia (DP) de Goianésia, em conjunto com a Promotoria Eleitoral (MPGO), deflagrou, durante este mês de novembro, a Operação Cabresto. O termo é utilizado para descrever o mecanismo de acesso aos cargos eletivos por meio da compra de votos.

O objetivo da operação foi apurar indícios de autoria e materialidade do crime tipificado no artigo 299 do Código Eleitoral (compra de votos). Neste período, várias denúncias de compra de votos foram apuradas pela DP de Goianésia. Entre elas, a troca de votos mediante o pagamento de cervejas, dinheiro, oferecimento de drogas, cestas básicas, materiais de construção, pagamento de contas, etc.

Durante as diligências, policiais civis apreenderam, na noite do último sábado (14), no bairro Ipê, dentro da caminhonete de uma pessoa que se apresentou aos policiais como sendo representante de um partido político, cerca de R$ 2.150 em espécie, além de anotações relativas a possíveis pagamentos a pessoas. O investigado acabou preso em flagrante por embriaguez ao volante. Com relação ao crime eleitoral, foi lavrado registro da ocorrência. Além do dinheiro, os policiais civis também apreenderam computadores.

O material foi encaminhado ao Ministério Público Eleitoral. O promotor de Justiça participou da operação. Todas as provas de crimes eleitoral encontradas, durante o período da Operação Cabresto, serão encaminhadas à promotoria.