Operação Carretel: PCGO cumpre buscas em investigação de estelionato; investigados fraudavam compra de carretéis de fios ópticos

200

A Polícia Civil, por meio da 4ª Delegacia Distrital de Polícia (DDP) de Goiânia, deflagrou hoje (22) a Operação Carretel. Os policiais civis cumpriram 4 mandados de busca e apreensão em Trindade visando apurar golpes no valor global de meio milhão de reais. As buscas foram cumpridas em quatro residências diferentes relativas a quatro pessoas físicas investigadas. Foram apreendidos documentos e um carretel de fibra ótica. A investigação apurou as pessoas e as contas utilizadas para cometimento do golpe. Também foi solicitado ao Poder Judiciário o sequestro de bens.

A investigação versa sobre um grupo de pessoas que se passa por representantes de empresas e incorporadoras para adquirirem carretéis de fios ópticos (e outros materiais informáticos) de fornecedores goianos. Os fornecedores só descobrem o golpe quando tentam cobrar as contas das empresas (que supostamente compraram os materiais) e são cientificados de que eles não reconhecem tais compras como válidas.

O inquérito está em fase final. O principal alvo investigado já havia sido preso, há duas semanas, em flagrante, pelo crime de estelionato, durante ação da 16ª DDP de Goiânia. Os investigados responde, no inquérito, por estelionato.