Operação Conexão SP: PCGO cumpre prisões e buscas contra central telefônica de golpes; prejuízo às vítimas é da ordem de R$ 215 mil

400

Última atualização: 8 de março de 2021 às 10:05 am

A Polícia Civil, por meio da 23ª Delegacia Distrital de Polícia (DDP) de Goiânia, deflagrou hoje (05) a Operação Conexão SP. A operação cumpriu dois mandados de prisão temporária e três de busca e apreensão em desfavor de duas mulheres e um homem, supostamente integrantes de uma organização criminosa especializada em estelionatos praticados, sobretudo, contra idosos.

 

O grupo, sediado na capital paulista, mantinha uma falsa central telefônica de onde partiam ligações a idosos informando sobre a suposta clonagem de cartões bancários, enganando as vítimas que entregavam os objetos espontaneamente acompanhados das senhas. Os investigados se favoreceram de diversas transações financeiras indevidas, tendo papel ativo na ocultação do produto dos crimes.

 

As investigação apurou que pelo menos oito pessoas foram vítimas do golpe em Goiânia, cujo prejuízo total é estimado em R$ 215 mil. Informações colhidas pelos policiais civis da 23ª DDP dão conta de que diversas delegacias do interior de Goiás e uma especializada estadual também já investigavam o grupo, suspeito de crimes em várias localidades do Estado.

 

Na operação Conexão SP, a PCGO prendeu uma mulher de 28 anos, no Jardim Marista, em Trindade, onde também foi cumprido mandado de busca. Um homem de 25 anos também foi preso, na Vila Santista, em São Paulo capital. No Guarujá foi cumprido mandado de busca. Os investigados tiveram suas contas bancárias judicialmente bloqueadas, a título de reparação futuro do dano às vítimas. A operação da Polícia Civil de Goiás contou com o apoio dos policiais civis da 9ª DDP de Goiânia, do Garra da Polícia Civil de São Paulo e do Distrito Policial de Guarujá (SP). Os investigados responderão ao inquérito policial pelos delitos de estelionato e organização criminosa.

Delegado responsável: Guilherme Conde.