Operação Golpe Fatal cumpre 8 mandados judiciais em Luziânia

608

Os grupos de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Gepatri) e de Repressão a Narcóticos (Genarc) de Luziânia deflagraram, na madrugada desta quinta-feira (21), a Operação Golpe Fatal, que cumpriu cinco mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão preventiva.

Foram presos Josué Melo de Oliveira, Roberto Costa e Silva e Leidiane Felismina de Jesus. Eles são suspeitos de tráfico de drogas, roubo e associação criminosa armada.

Os alvos eram membros de uma associação criminosa que atuava intensamente em Luziânia na prática de roubos de veículos, em residências e chácaras, além do tráfico de drogas.

Durante as investigações, foi constatado que os criminosos comercializavam maconha e cocaína na cidade. Eles ainda planejavam ampliar os negócios, além de pretenderem montar um esquema para o envio de drogas ao presídio local.

A fim de praticar os roubos, foi apurado que os suspeitos usavam técnicas de monitoramento das vítimas em potencial, para saber o exato momento de atacá-las, bem como usavam roupas consideradas por eles como “de playboy”, visando não chamar a atenção.

A Operação Golpe Fatal teve o apoio dos policiais civis da 1ª Delegacia Distrital de Polícia (1ª DDP) de Luziânia, Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Novo Gama, GIH de Valparaíso e 5ª Delegacia Regional de Polícia. As investigações continuam, no sentido de identificar e prender outros membros da associação criminosa.