Operação Golpe Fatal prende quarto suspeito em Luziânia

270

Os grupos de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Gepatri) e de Repressão a Narcóticos (Genarc) de Luziânia, em continuidade às diligências da Operação Golpe Fatal desencadeada na última quinta-feira (21), realizaram o cumprimento de mandado de prisão preventiva expedido em desfavor de Gustavo Alcoforado Silva, vulgo “Guru”.

Segundo as investigações, Gustavo estava associado ao bando desarticulado pela operação e atuava na comercialização de substâncias entorpecentes. Há registros de que o suspeito, quando ainda era menor, também praticou atos infracionais análogos ao crime de tráfico de drogas. Ele foi preso na sexta-feira (22), um dia depois da operação.

Após o cumprimento do mandado de prisão, Gustavo Alcoforado Silva foi recolhido à unidade prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

Na primeira fase da operação foram presos Josué Melo de Oliveira, Roberto Costa e Silva e Leidiane Felismina de Jesus, suspeitos de tráfico de drogas, roubo e associação criminosa armada. Os três são membros de uma associação criminosa que atuava intensamente em Luziânia na prática de roubos de veículos, em residências e chácaras, além do tráfico de drogas.