Operação Minha Herança: PCGO cumpre buscas de investigados por furtar objetos da residência de vítima enquanto pai era sepultado por Covid

82

Na manhã de hoje (28), a equipe da 15ª Delegacia Distrital de Polícia (DDP) de Goiânia – com apoio de policiais civis da 1ª e 4ª Delegacias Distritais de Polícia (DDP) e da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA) -, cumpriram dois mandados de busca e apreensão referentes à Operação Minha Herança. As buscas foram cumpridas no Setor Goiânia Viva, em Goiânia (na casa de um advogado, mesmo bairro de onde o material foi furtado), e no Setor Maysa em Trindade (casa de um sobrinho).

A vítima, uma jovem de 22 anos, registrou ocorrência informando que seu pai havia falecido de Covid-19, no dia 09 de abril deste ano. Enquanto a vítima cuidava dos trâmites para o sepultamento, seu primo, acompanhado de um advogado e mais duas pessoas, adentraram na residência do falecido e subtraíram vários objetos pessoais pertencentes ao espólio que passaram a ser de propriedade da vítima, única herdeira do falecido.

Dentre os bens subtraídos havia dois veículos da marca Toyota e uma moto, além de várias escrituras de imóveis e cheques de devedores. Na residência do primo, foi localizada uma arma de fogo do tipo revólver calibre .32, sendo o mesmo preso em flagrante delito por posse de arma de fogo. Nas buscas, foram apreendidos 298 mil reais em cheques, cerca de R$ 3 mil em espécie, documentos, duplicatas, dois carros e uma motocicleta. Os investigados responderão pelo crime de furto qualificado por abuso de confiança e praticado por mais de duas pessoas.