Operação Ruptura 2 prende três envolvidos em fraudes a pousada de luxo de Alto Paraíso

279

Nesta quinta-feira (20/10), a Delegacia de Polícia de Alto Paraíso, com apoio da 14º CIPM, cumpriu três mandados de prisão preventiva, dois mandados de busca apreensão e efetuou o sequestro de um veículo VW Polo. A decisão judicial também determinou o sequestro de quatro contas bancárias. As diligências foram cumpridas em meio à segunda fase da Operação Ruptura. Esta nova fase investiga o crime de associação criminosa, furto duplamente qualificado mediante fraude e abuso de confiança, praticado por 15 vezes, e favorecimento pessoal.

Consta das investigações que quatro indivíduos subtraíram, em um período de quatro meses, cerca de R$ 70 mil de uma pousada de luxo de Alto Paraíso. Para praticar os crimes, o grupo criminoso agia da seguinte maneira: dois indivíduos trabalhavam no local e avisavam os outros dois suspeitos quando ia ser feito o pagamento dos hóspedes da pousada, quando então eles levavam as próprias máquinas de cartão de crédito, na qual os clientes efetuavam o pagamento. O pagamento era efetuado em benefício dos suspeitos que repartiam os lucros. Um dos suspeitos ficou seis meses foragido, recebendo auxílio financeiro dos demais para pagamento de despesas com advogado.

Além disso, os suspeitos se incomodavam com a ação policial e planejavam a execução de policiais atuantes da comarca de Alto Paraíso. No âmbito do cumprimento das diligências, também foram apreendidas três máquinas de cartão, diversos registros de hospedagem desviados em favor dos suspeitos e 12 cartões de crédito e débito, inclusive cadastrados no CNPJ da pousada.